quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

IMPORTANCIA DO CULTO INFANTIL

CULTO INFANTIL ou CULTO MIRIM

FONTE: PROF.A PROF.A IZA

Introdução
Você já parou para pensar o que vem a ser Culto Infantil? Para respondermos a essa questão, primeiramente precisamos pensar no significado da palavra "culto".

Segundo o dicionário Aurélio, culto significa: "adoração ou homenagem à divindade". A Bíblia usa a palavra culto para se referir tanto ao culto ao único e verdadeiro Deus, como também a deuses falsos e imagens de esculturas (Ex 20:5).

Para nós cristãos, culto é serviço da nossa alma ao nosso Deus. Pensando dessa forma, será que cremos realmente que crianças podem cultuar a Deus?

"Cuidado, não desprezem nenhum destes pequeninos! (Mt 18:10-NTLH)

É claro que as crianças podem e oferecem culto genuíno a Deus. Por isso, precisamos ter cuidado para não desprezá-las. Não usem nunca a palavra "cultinho" para se referir ao culto infantil, pois elas não oferecem culto menor que os adultos.

Um fato importante que devemos observar é que as crianças estavam presentes nas principais celebrações do povo de Israel (Js 8:35, 2 Cr 20:13, Ne 12:43). Elas louvaram a Jesus em sua entrada triunfal em Jerusalém (Mt 21:15). Com isso concluímos que as crianças tem lugar importante no culto a Deus.

Culto = Escola Bíblica Dominical? Não! O culto é diferente da Escola Dominical, como o próprio nome diz, é uma escola onde a criança irá estudar e aprender sobre Deus e Sua Palavra. No culto infantil, ela cultua a Deus, ela apresenta todo o seu ser ao Senhor em atitude de adoração. É claro que também há estudo e aprendizagem, porém a ênfase é dada na adoração e no culto a Deus.

1. Liturgia do culto infantil

Tendo a visão correta do que é o culto infantil, precisamos planejá-lo e organizá-lo de maneira que levemos as crianças a terem comunhão com Deus através da oração, do ensino da Palavra, do louvor e de outras atividades onde vivenciem a verdadeira adoração.

Para atingir esses propósitos, precisamos dar atenção especial à liturgia do culto infantil.

O culto deve ser adequado à liturgia e à idade das crianças, e deve ter:


1.1 Oração
Durante o culto deve-se designar tempo especial à oração. Oração é a nossa conversa com Deus e pode ser: de adoração (exaltar o caráter de Deus), confissão, gratidão, petição e intercessão. É muito importante variar os métodos de oração. Por exemplo, pode-se fazer cadernetas, murais, cartões, amigos secretos de oração, fichas de diversos modelos, etc.

1.2 Leitura da Bíblia
A leitura deve ser de acordo com o objetivo a ser atingido no culto, sempre com textos curtos e simples de maneira que as crianças possam acompanhar e entender a leitura. Também se deve fazer a leitura de forma diversificada. Por exemplo: lida somente pelos meninos, pelas meninas, leitura alternada, etc. Nunca deixe de usar a Bíblia no culto infantil (grifo meu). Procure também utilizar cartazes, painés grandes e coloridos para fixação da mensagem do Grupo "maiores".

1.3 Mensagem
É a forma da aplicação da Palavra, quando ouvimos o que Deus tem a nos dizer. Deve ser ministrada de forma dinâmica e diversificada. Nessa hora, o dirigente deve ser criativo pra atrair a atenção da criança.

1.4 Música
Não use esse momento como um passatempo, frise sobre louvor e adoração a Deus. Use cânticos apropriados à idade das crianças e que contenham mensagens relevantes.

1.5 Atividade complementar
São atividades com diversas finalidades e objetivos como: ofertas, testemunhos, concursos, apresentações especiais, aconselhamento, etc.

1.6 Atividades de integração com a Igreja
Sugerimos que uma vez por mês as crianças participem do culto com os adultos. Nesses momentos pode haver participação especial das crianças, como: música, leitura da Bíblia, versículos memorizados, dramatizações, etc.

1.7 Atividade de integração com os pais
Ter no programa do culto infantil atividades que incentivem os pais a fazerem o culto doméstico. Planeje atividades semanais para que as crianças façam com os pais. Organize algumas reuniões com o objetivo de mostrar a importância dessas atividades.

* É muito importante que as crianças recebam atividades para serem feitas com a família, reforçando a mensagem do culto. As crianças normalmente gostam de contarem aos pais as historinhas que ouviram. Estimule também aos pais a se envolveram nessas atividades extra-culto. (grifo meu)

1.8 Atividades de fixação e verificação do ensino
É de extrema importância ter uma atividade em que o professor possa reforçar o ensino e também verificar se os seus objetivos foram alcançados. Essas atividades podem ser em forma de concursos, dinâmicas, brincadeiras, dramatizações, etc.



2. Como organizar o culto infantil na sua Igreja

2.1 Faça a divisão das crianças por faixa etária

Sugerimos:

Berçário - 0 a 1 anos
Maternal - 2 a 3 anos
Grupo de crianças menores - 4 a 6 anos
Grupo de crianças maiores - 7 a 10 anos

Esses grupos podem variar de acordo com o número de crianças que freqüentam a Igreja. Se não houver muitas crianças na faixa etária de 4 a 10 anos, você pode fazer apenas um grupo e usar o material mais apropriado à maioria das crianças ou se ao contrário, sua igreja possui um grande número de crianças, você pode subdividir os grupos.

2.2 Forme um equipe

a. Procure pessoas que:

sejam vocacionadas para o trabalho com crianças;
tenham disponibilidade para trabalhar com crianças pelo menos durante um quadrimestre. Não é interessante que se mude o dirigente a cada domingo, pois ele não formará vínculo com as crianças e não terá uma visão geral do que está sendo ensinado, nem poderá traçar objetivos em longo prazo;
estejam dispostas a aprender sempre.

b. A equipe deve ser composta por:

Coordenador
Programa a escala dos dirigentes e auxiliares para todo o ano.
Organiza o material que será utilizado
Promove reuniões com toda a equipe para traçar objetivos e para avaliação do trabalho desenvolvido.

Dirigente (1 ou 2 para cada faixa etária)
Divide os trabalhos e programa os cultos com a equipe.
Coordena e orienta as tarefas dos auxiliares.
Dirige o culto.

Auxiliar
Ajuda na disciplina.
Ajuda nos cânticos.
Ajuda nos trabalhos e atividades de fixação do ensino.

Músico
Acompanha o período de louvor, tocando algum instrumento ou apenas dirigindo os cânticos.
Ensina novos cânticos.

É muito importante que essa equipe sempre se reúna para orar, compartilhar bênçãos, necessidades e dificuldades do trabalho.

2.3 Adote um material de qualidade

Você pode criar o seu próprio currículo, planejando os temas que serão abordados durante todo o ano e buscando materiais existentes no mercado que o auxiliem na abordagem desse currículo.



Conclusão
No culto infantil a criança deve ser sempre incentivada para que ore, leia a Bíblia, aprenda e adore ao único e verdadeiro Deus.

9 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho que não tem o que eu procuro KKKKKKKKKKK'''''

pedagogia disse...

gostei muito do conteúdo que Deus continue iluminando seu caminho e abençoando vc e sua familia!

Keila Melissa disse...

É excelente o conteúdo, aqui na igreja agente tb faz o culto da crianças temos focado tb nestas coisa, mas foi bom eu ver aqui a sugestão sobre o louvor, pois eu já havia pensad nisto mas ainda não havia implantado o louvor direcionado à palavra. Muito obrigada!!

ana cristina disse...

ola gostei muito do seu trabalho,e vai me ajudar muito que Deus a abençoe fique na paz do senhor jesus

Ruama da Silva Sousa disse...

oi sou ruamir gostei muito do conteúdo também sou evangélica e traballho com crianças a seis anos. amo trabalhar com elas ensinando a palavra de deus para eles.

Brunella Moreira disse...

Gostei muito do conteúdo. Meu pastor me pediu para elaborar um projeto / modelo de culto infantil para implementarmos aqui na igreja, já que o número de crianças aumentou e muito e começamos a identificar a necessidade de um culto na liguagem delas. Iniciei um trabalho com as crianças fazendo cultos como Mostra de Talentos, onde elas fazem o louvor, dançam, fazem teatro, ainda não estão prontas para pregar por causa da timidez, mas em breve estarão, em nome de Jesus. Mas, ainda não realizávamos cultos paralelamente com o culto dos adultos, espero que seja bênção.
Eu tenho um blog, e estou começando a falar sobre as experiências que Deus tem me dado no trabalho com as crianças. Trabalho com elas desde os 12 anos, estou com 27, cada dia cresço mais na presença do Senhor. Se você puder me citar no seu blog e se puder me conceder o prazer de fazer parte do meu circulo, serei muito feliz. Já te acompanho faz um tempinho, só não tinha coragem de escrever...
meu blog é acriança.wordpress.com
Beijos
Fica com Deus

Anônimo disse...

Muito bom o conteúdo, me ajudou bastante. Que a benção do Senhor estaja sempre contigo!

Anônimo disse...

OBRIGADA POR COMPARTILHAR SUAS EXPERIÊNCIAS CONOSCO.ESTOU MUITO MOTIVADA A PROMOVER O SIGNIFICADO E O SENTIDO DAS CRINAÇAS NA NOSSO IGREJA!
QUE A GLORIA E A GRAÇA DE DEUS PERMAÇA EM SUA VIDA ABENÇOANDO A TODOS OS EDUCADORES DAS EBD.
HELEN CRISTINA

Kelly Regina disse...

Sua dica foi ótima!!!!
Que Deus continue colocando teus trabalhos para todos que precisam.
Beijinhos!!!!