sexta-feira, 10 de outubro de 2008

CRIANÇA DIZ CADA UMA

Uma dica para o programa JA do dia das crianças seria colocar um quadro chamado: "Criança diz cada uma" pode ser engraçado ou caso de reflexão. Durante o programa pode intercalar alguns relatos.

I- Criança diz cada uma

1-Certo dia uma criança olhando no calendário o dia do nascimento dela ficou surpresa e disse: olha mãe o dia que eu nasci é o mesmo dia do meu aniversário.

2-E o pai daquele garotinho, o Bruno, foi designado para trabalhar em Washington durante dois anos. Na viagem, a mãe foi explicando ao Bruno, quatro anos, como seria a vida nos Estados Unidos, que lá é tudo diferente, o povo, a comida e, principalmente, a língua.
Bruno ouvia tudo, no avião, muito curioso.
- Como que é a língua, mãe?
- É outra língua, completamente diferente. Mas, com o tempo, você vai se acostumando.
Uma semana depois, a mãe vai buscar o filho na escola, depois do primeiro dia de aula. Bruno tinha passado o dia inteiro lá. Vem a professora americana, toda preocupada:
- Seu filho é um amor. Participou de todas as atividades. Só que não disse uma única palavra. Não abriu a boca nem na hora do lanche.
Voltando para a casa, a mãe pergunta ao filho:
- A professora me disse que você não abriu a boca nem para comer. Sem fome, filho? Estranhou a comida?
- E eu sou bobo? Se eu abro a boca eles trocam a minha língua...

3- Aninha já estava com dois anos. Loira, linda. Nunca tinha cortado o cabelo. Eram amarelo-ouro e cacheados. "Parecia um anjinho barroco", diz a mãe coruja.
Lá um dia, a mãe pega uma enorme tesoura e resolve dar um trato na cabeça da criança, pois as melenas já estavam nos ombros. Chama a menina, que chega ressabiada, olhando a cintilante tesoura.
- Mamãe vai cortar a cabelinho da Aninha.
Aninha olha para a tesoura, se apavora.
- Não quero, não quero, não quero!!!
- Não dói nada...
- Não quero!, já disse.
E sai correndo. A mãe sai correndo atrás. Com a tesoura na mão. A muito custo, consegue tirar a filha que estava debaixo da cama, chorando, temendo o pior. Consola a filha. Sentam-se na cama. Dá um tempo. A menina pára de chorar. Mas não tira o olho da tesoura.
- Olha, meu amor, a mamãe promete cortar só dois dedinhos.
Aninha abre as duas mãos, já submissa, desata o choro, perguntando, olhando para a enorme tesoura e para a própria mãozinha:
- Quais deles, mãe?


II-Reflexão
Um senhor de idade foi morar com seu filho, a nora e o netinho de 4 anos de idade. As mãos do velho eram trêmulas, sua visão, embaçada, e seus passos, vacilantes. A família comia reunida à mesa. Mas, as mãos trêmulas e a visão falha do avô atrapalhavam na hora de comer:
ervilhas rolavam de sua colher e caíam no chão. Quando pegava o copo, o leite era derramado na toalha da mesa. E o filho e a nora irritavam-se com a bagunça.
- Precisamos tomar uma providência com respeito ao papai - disse um dia o filho à esposa. - Já tivemos suficiente leite derramado, barulho de gente comendo com a boca aberta e comida pelo chão.
Então eles decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da cozinha.
Ali, o avô comia sozinho, enquanto o restante da família fazia as refeições à mesa, com satisfação. E desde que o velho quebrara um ou dois pratos, sua comida passara a ser servida numa tigela de madeira.
Quando a família olhava para o avô sentado ali, sozinho, às vezes via lágrimas correndo de seus olhos. Mesmo assim, as únicas palavras que lhe dirigiam eram admoestações ásperas - especialmente quando deixava um talher ou a comida cair ao chão.
Seu netinho, o menino de 4 anos de idade, assistia a tudo em silêncio.
Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que ele estava no chão, montando algo com pedaços de madeira. Então perguntou delicadamente à criança:
- Filhinho, o que você está fazendo?
O menino respondeu, docemente:
- Estou fazendo uma tigela para você e para a mamãe comerem, quando eu crescer.
E continuou trabalhando em sua tigela.
Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que ficaram mudos. Caindo em si, lágrimas começaram a correr de seus olhos.
Embora ninguém tivesse falado nada, o casal sabia o que precisava ser feito: naquela mesma noite o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa da família. Dali para frente e até o final de seus dias,o velhinho comeu todas as refeições com a família. E, por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais quando um garfo
caía, o leite era derramado ou a toalha da mesa sujava com o caldo de feijão...

Pimenta nos olhos dos outros é refresco, diz o ditado. Nós não nos apercebemos do mal que fazemos ao próximo até que o mesmo mal seja feito a nós.



III-Concurso : Qual o hino? (para crianças)

------------------------------------------------------------
Chame algumas crianças para participarem. Diga uma palavra e o mesmo
deverá cantar uma estrofe de um hino que tenha aquela palavra. Colque
somente hinos que as crinças tem o costume de cantar na escola
sabatin.Exemplos:

1)peixes - Cristo fez os peixes...
2)família - se na família está Jesus, é feliz o lar...
3)anão - Zaqueu pequeno, quase anão desejava ver Jesus...
4)torto - existia um homem torto, que morava numa casinha torta...
5)barquinho - Pedro, Tiago e João no barquinho...

Você pode colocar a quantidade de hinos que você achar melhor. O vencedor será o que conseguir acertar mais hinos.

IV- Criança diz cada uma
Inteligência:
- Eu desconfio que sou mesmo inteligente, diz Tavito.

- Como é que você sabe?

- É que quando mamãe grita "não faz", eu já fiz.

Aprendizagem:
Erik, 3 anos, estava exibindo-se para a família contando até 10.

- Ai que lindo! Quem te ensinou meu filho?

- Eu me ensinei sozinho!

Próxima questão:

A professora disse para Toninho listar 5 coisas que contivessem leite.

- Manteiga, queijo, sorvete e duas vacas.

Explicação:
Depois de corrigir os trabalhos da classe, a professora falou para Roberto:

- Eu não entendo como uma só pessoa pode fazer tantos erros em seu trabalho!

Roberto pensou um momento e respondeu:

Não foi somente uma pessoa. Meu pai ajudou-me com a tarefa de casa".

3 comentários:

Dinilso Marques disse...

A paz querida! Estou gostando do teu cantinho! Muito interessante! Faça uma visita ao meu e dê o seu comentário ser quiser! Abraços e fique na paz!
http://escolinhadotiodini.blogspot.com/

Rose Diniz® disse...

Oi tudo na paz? Vim te fazer uma visita e te convidar pra fazer uma visitinha no blog da minha igreja que acabou de nascer.
http://transmitindooamordedeus.blogspot.com/

REJANE disse...

Graça e paz,amada seu cantinho é lindo d+! Deus te abençoe sempre!!!