segunda-feira, 15 de setembro de 2008

3º DOMINGO DE SETEMBRO - É O DIA DA EBD

AS DEZ BEM-AVENTURANÇAS DA ESCOLA DOMINICAL

1. Bem-aventurado o aluno que não falta a Escola Dominical

2. Bem- aventurado o aluno que está à hora certa, na Escola dominical

3. Bem- aventurado o aluno que traz consigo a sua Bíblia à Escola Dominical.

4. Bem- aventurado o aluno que traz sempre a lição estudada.

5. Bem-aventurado o aluno que pratica o que aprende na Escola Dominical.

6. Bem-aventurado o aluno que dá lição prática na Escola Dominical.

7. Bem-aventurado o aluno que traz outros à Escola Dominical

8. Bem-aventurado o aluno que consagra amor à sua Escola dominical.

9. Bem-aventurado o aluno que contribui com suas ofertas para Escola dominical.
10. Bem-aventurado o aluno que ora com fervor pela Escola Dominical.
Eu fiz assim: escrevi as 10 bem-aventuranças em 10 cartazes, e fiz mas 10 cartazes com desenhos referentes a cada bem-aventuranças, dai enquanto alguém lê, as crianças vão passando na igreja com os cartazes. Vc pode também antes disso ler ou recitar uma dessas poesias.

Agora os poemas:

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
de: Maria Lemos

Salve! Escola Bendita,
Onde se aprende a verdade!
Sabedoria infinita,
O verbo da Cristandade.

Bendita Escola! Onde os povos
Se podem matricular.
Ricos, pobres e famintos
A todos quer ensinar!
Muitos são os seus alunos
Aqui e em todo o mundo!
O seu precioso ensino
É mui fácil, mas profundo!

Grande e florescente Escola,
Que uma só ciência tem!
E por toda a humanidade
Espalha as rosas do bem.

Salve! Escola Bendita.
De poder universal!
Bendita seja pra sempre
A Escola Dominical.

BENDITA ESCOLA

de: Guaracy Silveira
Bendita Escola! Bendita fonte
De eterna luz!
Tu, da ignorância nos redimiste,
Nos libertaste, como na cruz,
De toda mancha nos tem livrado
Nosso Jesus.

Bendita sejas! Teu evangelho`
É redenção.
Eis a criança, na densa treva,
Levada as cegas, na escuridão,
Mas tu lhe falas, tu lhe iluminas
O coração.

É bem possível que, em pequenino,
Nosso Senhor
Tivesse um livro de letras de ouro
E, vindo a noite, findo o labor,
Junto a Maria, lesse esse livro
Com muito amor.

A Escola é um templo, de onde a verdade
Surge a brilhar.
Quem lê, medita, busca o infinito.
Vai nas alturas Deus achar.
E a quem o encontra jamais a treva
Pode enganar.
Oh! quem nos dera, na Pátria amada,
Podermos ver
Pelas escolas a nossa infânci
De alma tão boa para aprender!
E iria a Pátria, de glória em glória,
Sempre a crescer!

vinde, crianças! Se em Jesus Cristo
Podeis sentir
a luz eterna, na escola, a algema
Da intensa treva, vereis cair!
Jesus e a escola - eis vosso lema!
vinde o seguir.

AS DUAS ESCOLAS
de: Mário Barreto França

Diálogo para meninas

(Cenário: Uma encruzilhada. De manhã. Uma menina em traje escolar, representando a Escola primária, entra pela esquerda, sobraçando uma cartilha e trazendo uma lancheira na mão esquerda. Outra, em traje simples , de passeio, representando a Escola Dominical, entra pela direita, sobraçando uma Bíblia e cantando, à meia voz:)

E.B.D. - Eu sou da Igreja de Cristo
A Escola dominical,
Que levo a todas as almas
O ensino celestial.

E.P. - Bom dia, minha amiga! aonde vais apressada?
Ainda é cedo, não vês? Não há ninguém na estrada;
conversemos um pouco e falemos em tudo,
Tudo que diz respeito às belezas do estudo.
E.B.D. - Tenho pressa; preciso ir a um subúrbio pobre,
Cumprir uma missão hulmide, porém nobre:
Levo à mocidade uma boa lição,
O prêmio de um conselho, um pedaço de pão
E a palavra de fé que encoraja e seduz,
Na bondade de Deus e no amor de Jesus.
Mas... quem és, afinal?

E.P. - Eu sou a Escola Primária.
É grande meu dever, minha missão é vária:
Fazer uma criança uma útil criatura;
Inicio-a no edifício ao lado da leitura;
contando-lhe da Pátria os feitos de heroísmo,
Faço, nascer-lhe n'alma o são patriotismo,
E, dirigindo-a assim por um caminho reto,
Abro-lhe a porta azul do reino do Alfabeto,
Onde vive a cantar, onde vive a esplender
A divindade da arte e a glória do saber.

E.B.D.-É verdadeiramente altruísta o teu destino!
Moldas, em cada ser, com o escopo do ensino,
O caráter que tem na força do direito
O único ideal do cidadão perfeito
Que trabalha e que luta em prol da humanidade.

E.P. - No entanto, mais sublime é a tua caridade!
Eu, pelo bem da Pátria, ensino o principal...
Mas a ti, só te move o amor universal;
A todo coração ensinas a ser puro
Para alcançar o céu... Tua glória é o futuro,
O futuro melhor que se prometa a alguém
- a justiça do amor e o código do bem.

E.B.D. - Irmanemos, pois, na missão benfazeja
- Tu , Escola da Pátria; eu, Escola da Igreja
De oferecer ao mundo, o bálsamo eficaz
Desse amor fraternal, que é o símbolo da paz.

E.P. - Pela Pátria terrestre, esforça-me-ei em tudo
Pra dar à mocidade as riquezas do estudo.

E.B.D. - E eu, seja na cidade ou no sertão agreste
Eu sigo a trabalhar pela Pátria celeste,
Pregando em toda parte o evangelho da cruz
E oferencendo ao mundo o perdão de Jesus.

(Saem juntas, cantando, pelo caminho da direita.)

E.B.D. - E

E.P. - Sigamos, pois, irmanadas
Em nossa nobre missão.

E.P. - Eu, ensinando o alfabeto!

E.B.D. - Eu, pregando a salvação!
“Por favor, paizinho, vamos!”..........................
(Autor desconhecido)- Poesia para ser dramatizada -Personagens: narrador; pai jovem e criança;pai mais idoso e filha jovem não-crente

Uma garotinha de olhos cintilantes,
Rostinho alegre, olhar resplandecente,
Assim falou: “Paizinho, vamos agora,
Lá de Jesus, o amor eles ensinam,
De como ele morreu por todos
Os que o buscam”.
Ah! Diz o pai: “Não... hoje, não,
Pois trabalhei toda a semana
Vou até ao rio pescar.
Lá eu repouso e posso descansar,
A pesca é agradável, todos afirmam.
Vá saindo! e não me aborreça,
Iremos à igreja outro dia!”
Meses e anos, afinal se foram
E o papai não mais ouviu o apelo:
“Vamos à Escola Dominical!”

...............................................

Os dias da Infância se passaram.
Agora que o pai envelhecera,
E que da vida o fim se aproxima,
Tempo ele encontra para à Igreja ir,
Porém a filha, ao seu convite, diz:
“Não... hoje, não, papai!
Fiquei insone quase toda a noite,
Recuperar eu devo, um pouco, o sono...
Demais o meu semblante assusta...”
Então, o pai para enxugar as lágrimas,
A trêmula mão levanta,
E relembrando os tempos que se foram,
Distintamente, parece ouvir a suplicante voz
E ver da criancinha o rosto resplandecente
Para si voltado, com cintilante olhar, a lhe dizer:
“Está na hora da Escola Dominical,não queres ir, papai?”

(jogral por uma criança, um jovem e um adulto)
.........................Rev Thiago Rodrigues Rocha

TODOS

Senhores: apresentamos
uma escola original.
É o nome que lhe damos:
Escola Dominical.

CRIANÇA

Eu gosto dela, vos digo,
pois me trata com atenção.
Lá, todo mundo é amigo
e aprende boa lição.

JOVEM

Eu encontro companheiros
e ensino pra minha idade.
São os mestres conselheiros,
que nos guiam à verdade.

ADULTO

Tenho também bom proveito
para a mente , o coração.
Lá aprendo o que é direito,
e conduz à boa ação.

CRIANÇA

Minha classe de criança,
adequada à minha mente,
tem lição conveniente,
por isso nunca me cansa.

JOVEM

Na classe da mocidade,
a mente não tem algemas.
Tenho toda a liberdade
de discutir meus problemas.



ADULTO

Na minha classe de adulto,
homem iletrado ou culto,
qualquer um tem permissão
de discutir a lição.

CRIANÇA

Vou nessa escola aprendendo,
com gosto, com alegria,
como poderei, crescendo,
ser um bom cristão, um dia.

JOVEM

Se todo moço cuidasse
de nessa escola querida
não faltar à sua classe
seria feliz na vida.

ADULTO

Se toda adulta pessoa
esta escola freqüentasse,
veria quanto ela é boa,
quanto fruto dela nasce!

TODOS

Amigos: apresentada
aos homens, à garotada,
a Escola Dominical,
vos dizemos afinal:

“Vinde todos aprender
ensinamento profundo.
Venham todos se inscrever
na maior escola do mundo!”

AS DUAS ESCOLAS UMA FELIZ E OUTRA TRISTE
Osmary Cardoso Pereira

Preparação:
- Use flanelógrafo
- prepare em cartolina ou papel cartão o desenho da escola "escola triste" e da "escola alegre"
- prepare também em cartolina flores pintadas com guache;
- cole flanela ou lixa atrás para que as figuras possam aderir ao flanelógrafo.

Dramatização:
Dirigente:
Porque hoje é o Dia da Escola Dominical, vamos contar-lhes a história da experiência de uma Escola Dominical.
( Enquanto as crianças fazem a leitura, o dirigente coloca no quadro a figura da Escola Triste)

Leitura (por cinco crianças)
1ª - Era uma vez uma Escola Dominical muito triste.
1ª, 2ª, 3ª, - Muiiiiiiiito triste mesmo!
1ª - Rosto comprido...
2ª - Olhos baixos...
3 ª- Sem sorriso...
Todas: Por que seria?
4ª - Havia muitas razões.
5ª - Começava pelo horário. Ela nunca começava nem terminava na hora certa.
1ª - Os professores não se preparavam para ensinar a lição.
2ª - Os alunos chegavam atrasados.
3ª - Não traziam ofertas. Perdiam as revistas.
4ª - Das Bíblias? Ninguém se lembrava.
Todas: POBRE ESCOLINHA TRISTE!!!
3ª - E para cantar?
1ª - desafinados...
5ª - desanimados...
2ª - E na hora da oração?
4ª - Crianças conversando... Gente saindo e entrando...
Todas: POBRE ESCOLINHA TRISTE!!!
5ª - Quando aparecia um visitante...
1ª - ninguém lhe cumprimentava,
2ª - não lhe indicavam um lugar, nem lhe ofereciam uma revista.
3ª - E o visitante nunca mais aparecia.
Todas: POBRE ESCOLINHA TRISTE!!!
(intervalo, com música pesada e triste)

Dirigente:
Mas o tempo passou, e um dia...
(trocar no quadro a figura da "Escola Triste" pela "Escola Alegre")
Dirigente:
Um dia, que alegria!!! Tudo mudou. A Escola Triste, alegre ficou... Mas, o que foi? O que aconteceu? Foi um milagre?

(outras 5 crianças vão chegando e colocam flores ao redor da Escola Alegre, dizendo o que significam:)
1ª - A Escola agora começa e termina suas atividades na hora.
2ª - Os professores não faltam e se preparam para ensinar.
3ª - Os alunos são assíduos e pontuais.
4ª - Todos prestam atenção na hora da lição.
5ª - Cantam com alegria. Há silêncio na hora da oração.
3ª - Trazem flores. Dão ofertas.
1ª - Os visitantes são recebidos com alegria.

Dirigente:
E nunca mais aquela Escola ficou triste. É agora uma Escola viva, que cumpre a sua missão.

Todos: ( Cantam com a música do hino "Avante, Avante ó crentes":)

"Agora aquela Igreja, cumpre a sua missão,
Ensina a todo mundo viver como cristão.
Seguindo o exemplo do melhor Professor,
Ensina a todo mundo a praticar o amor."

Duas crianças falam:
1ª - E a nossa Escola, como é que é?
Desanimada? Ou forte, de pé?

2ª - Vamos todos prometer, nesta data especial,
Amar e tudo fazer pela nossa Escola Dominical.

JOGRAL DECORADO



Todos: Vamos contar para todos

Nesta data festiva,

Por que tanto amamos

A Escola Dominical



1ª Criança: Amo a Escola Dominical porque nela eu aprendi que DEUS ME AMA.

Está escrito: “Com amor eterno eu te amei, por isso com benignidade te atraí”. Jeremias 31.3



2ª Criança: Amo a Escola Dominical porque nela eu aprendi que DEUS ME GUARDA.Está escrito: “o Senhor é quem te guarda; o Senhor guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre”. Salmo 121:5 e 8.



3ª Criança: Amo a Escola Dominical porque nela eu aprendi que DEUS ME AJUDA.

Está escrito: “ Porque Eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela tua mão direita, e te digo: Não temas, que Eu te ajudo”. Is. 41.13



4ª Criança: Amo a Escola Dominical porque nela eu aprendi que DEUS ME ENSINA.

Está escrito: “Vinde, e subamos na casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos”. Malaquias 4.2



5ª Criança: Amo a Escola Dominical porque nela eu aprendi que DEUS ME DÁ SABEDORIA. Está escrito: “ Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente”. Tiago 1.5



Todas: Um pedido nós fazemos

Ao bom Pai celestial

(em atitude de prece)

Abençoa Deus amado,

A Escola Dominical!

NA ESCOLA DOMINICAL

Todos: Nós, as crianças da Escola Dominical, dizemos com muita alegria: Benvindos! Benvindos todos hoje aqui!

1ª Criança - A vocês já mais crescidos;
3ª Criança - A vocês queridos professores;
4ª Criança - O nosso abraço de carinho e amizade.
2ª Criança - Hoje é o "Dia da Escola Dominical".

Todos: Dia de alegria! Dia de gratidão!

1ª Criança - Obrigado, ó Deus, pela existência da Escola Dominical;
2ª Criança - Obrigado, ó Deus, porque através da Escola Dominical temos aprendido do teu amor.
3ª Criança - Como Deus é bondoso e está sempre cuidando de nós!
4ª Criança - Como Deus é amigo e quer que cuidemos uns dos outros!

Todos: Como uma grande e bonita família que se quer bem!

2ª Criança - Na Escola Dominical temos conhecido Jesus e seus ensinamentos:
3ª Criança - Como Jesus cuidou das crianças, das mulheres, dos doentes.
4ª Criança - Como Jesus pediu que seus seguidores pudessem continuar fazendo este trabalho de cuidar uns dos outros.
1ª Criança - Na Escola Dominical aprendemos como o Espírito Santo fortalece nossa fé em Deus e nosso trabalho para que o mundo seja melhor.
2ª Criança - Na Escola Dominical nós aprendemos sobre o Evangelho do Reino de Deus.

Todos - Escola Dominical precisamos muito, muito de ti!

4ª Criança - Escola Dominical, somos gratos a Deus pelas lições, pelos exemplos...
2ª Criança - pelos amigos, pelos professores...
1ª criança - pelas horas alegres que aqui passamos...
3ª Criança - vamos todos dizer bem alto: Bendita sejas, Escola Dominical!

Todos: Bendita seja, Escola Dominical!

2 comentários:

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx disse...

Hoje amanheci com saudade do meu tempo de criança, quando participava das programações da igreja. E um a delas foi o diálogo "As duas escolas". deixei a cozinha e liguei o computador acessei a internet na esperança de encontrar ; e o encontrei!
Agradeco a DEUS por ter pessoas que escrevem tantas coisas boas, e pela tecnologia que tem sido um veículo muito útil nessas buscas.

lucia cortes garcia disse...

querida irmã , a paz do Senhor ! tambem fiquei muito feliz em encontrar o diálogo das duas escolas pois tambem recitei quando criança . Que Deus te abençoe !